Anahp | Área Restrita

Hospital da Bahia promove Simpósio Internacional no Congresso Brasileiro de Cardiologia em Brasília

Cerca de 10% da população de idosos desenvolve Fibrilação Atrial, uma arritmia cardíaca que tem como consequência grave o acidente vascular cerebral (AVC). Com o objetivo de debater sobre esta doença que tem avançado muito no Brasil, em função do envelhecimento da população, o Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital da Bahia (IEP -HBA) promove o I Simpósio Internacional de Cardiologia do Hospital da Bahia, no dia 14 de setembro. O evento acontece durante o 73º Congresso Brasileiro de Cardiologia, no Centro Internacional de Convenções de Brasília (CICB).

"A ocorrência de AVC no paciente portador de Fibrilação Atrial pode ser evitada com o uso de medicações anticoagulantes orais de última geração que impedem a formação dos coágulos no coração e consequentemente que os indivíduos venham a ter o AVC", afirma o cardiologista e diretor do Serviço de Cardiologia do Hospital da Bahia (HBA), Jadelson Andrade, que faz a abertura do Simpósio debatendo um caso clínico ocorrido no hospital e que será apresentado por Marianna Andrade, coordenadora do Serviço de Cardiologia do Hospital da Bahia e presidente do IEP-HBA.

O Simpósio tem como tema central "A Visão Colegiada da Fibrilação Atrial", vai reunir médicos e professores renomados da Duke University Medical Center, da cidade de Dunrham (EUA), além de convidados que possuem expressiva notoriedade científica na cardiologia brasileira, na neurologia e hematologia, com larga experiência nos diversos campos da medicina que serão abordados durante o evento.