Anahp | Área Restrita

Integração de time é chave para gestão de materiais


Para Bionexo, envolvimento de todos os departamentos do hospital é fundamental para melhoria no fluxo e na gestão dos produtos


O caminho percorrido por um produto dentro de um hospital é complexo. Na maioria das vezes, o curso envolve muitos departamentos e diferentes profissionais dentro da instituição. Fazer com que essa engrenagem funcione é um desafio, mas que quando vencido, ele pode trazer inúmeras vantagens para as instituições.

Esse foi o mote principal da palestra de Fabrício Bingre Franco, executivo da Bionexo, durante Café da Manhã, promovido pela empresa no dia 8 de agosto.

Os problemas enfrentados no fluxo do material requerido envolvem desde da descrição do produto (que pode estar com diferentes nomenclaturas ao longo da cadeia), divergências do código TUSS e por consequência, problemas para cotação correta do material, o que impactará também no tempo de autorização da operadora.

As consequências já são conhecidas: demora para aprovação, impacto na gestão do leito e o paciente aguardando o procedimento. “Ter esse processo alinhado faz toda a diferença no tempo de autorização”, afirma. “Sabemos que pode existir divergência entre o pedido médico, o que foi comprado e o orçamento do fornecedor”, completa. 

A situação se complica com as diferentes maneiras do médico requerer os materiais. “Não há padrão. Tem médico que faz agendamento da cirurgia, aquele que pede solicitação de convênio ou via receituário”, explica Franco. Dessa forma, os problemas com os pedidos geram excessos de cotações. “Isso acaba onerando o setor de compras e o fornecedor”, completa.

A solução proposta pelo executivo é mapear os processos e transformar o fluxo rumo à padronização. Uma das orientações é diminuir a fragmentação da cadeia, deixando o mínimo de pessoas responsáveis pelo fluxo; outra é automatizar algumas tarefas da cadeia.  Tais mudanças terão impacto direto na eficiência do serviço prestado: menor taxa de ocupação de centro cirúrgico, diminuição do risco de glosas, redução de custos, entre outros benefícios. Ou seja, impactará a instituição como um todo.